sexta-feira, 4 de outubro de 2013

EXERCÍCIO SEA BORDER EM PORTIMÃO (M1198 - 288PM/2013)


O exercício SEABORDER, decorreu ontem, ao largo de Portimão, no âmbito da presidência portuguesa da Iniciativa 5+5 Defesa e envolveu meios aéreos e navais de Portugal e Espanha e um grupo de fuzileiros da Tunísia.
Os meios aéreos das Forças Armadas portuguesas envolvidos foram os EH101 Merlin e C295M das esquadras 751 e 502 da Força Aérea respetivamente, bem como o helicóptero Lynx Mk.95 da Esquadrilha de Helicópteros da Marinha.


O Ministro da Defesa Nacional, José Aguiar-Branco, assistiu ao SEABORDER, acompanhado do Ministro da Defesa de Espanha e do Ministro da Defesa de Marrocos.

O Ministro da Defesa Nacional referiu-se à “boa prestação deste exercício, que com a presença dos Ministros da Defesa de Espanha e Marrocos, demonstra que a interligação entre os países e as Forças Armadas dos países produz, certamente, um resultado eficaz e de grande qualidade” num “exercício de natureza militar, que tem em vista a protecção e a vigilância da zona marítima e potenciar com mais eficácia o combate a situações de ilicitude, nomeadamente o narcotráfico”.

EH101 da Esquadra 751 - Pumas     Foto: Marinha Portuguesa
José Pedro Aguiar-Branco salientou ainda “a necessidade que há de fazer a vigilância de toda esta zona marítima” do sul da Europa e Norte de África onde “numa operação conjunta permite, por um lado, diminuir custos com a partilha de financiamentos” no ponto de vista operacional “permite também ter uma eficácia de treino e depois de intervenção das Forças Armadas de vários países” o que também contribui para “o estreitamento das relações de confiança e amizade” entre os países.

O Ministro da Defesa Nacional realçou também a importância da iniciativa 5+5 Defesa, de que Portugal detém a presidência este ano “daí ter-se realizado aqui, este exercício, em Portimão” de modo que este “trabalho de interoperabilidade, de conjunto, permite que, nas horas certas, nos momentos certos, não hajam falhas e isso é uma segurança acrescida para as populações dos países que dela fazem parte.

A iniciativa 5+5 Defesa procura, através de medidas concretas de cooperação, ajudar a criar e manter um clima de confiança e de franca colaboração entre os dez países que a integram (Argélia, França, Itália, Líbia, Malta, Mauritânia, Marrocos, Portugal, Espanha e Tunísia), com o objectivo de dar um contributo significativo para soluções que respondam a preocupações comuns na área da Segurança e Defesa.

Estiveram presentes no exercício os mais altos representantes militares de Portugal e de alguns países intervenientes, assim como observadores militares de todos os países que compõem a Iniciativa 5+5 Defesa.

Fonte: Ministério da Defesa e Força Aérea
Adaptação: Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>