quinta-feira, 26 de março de 2020

F/A-18 E EUROFIGHTER PARA SUBSTITUIR TORNADO NA LUFTWAFFE

Boeing F/A-18F Super Hornet

Já não é uma novidade: os envelhecidos caças-bombardeiros Tornado da Força Aérea Alémã devem ser substituídos por uma mistura de Eurofighters Typhoon de produção europeia e duas versões dos americanos F/A-18. Diz-se existir já acordo entre o Ministério da Defesa, o Parlamento e a indústria, mas a ministra da Defesa Annegret Kramp-Karrenbauer ainda não tomou uma decisão.

Actualmente, a Luftwaffe possui um total de 234 aviões de combate, incluindo 141 Typhoon de fabrico europeu e 93 caças-bombardeiros Tornado. Este último modelo, no activo há quase 40 anos, destina-se às missões de ataque ao solo, reconhecimento aéreo táctico e guerra electrónica - e à dissuasão nuclear. 83 aeronaves estão operacionais e mais dez são usadas para treino em terra e testes. A Alemanha é um dos últimos utilizadores deste tipo de aeronave, cujos custos de operação são cada vez maiores, uma vez que as peças sobressalentes necessitam de fabrico dedicado.

Panavia Tornado da Luftwaffe

Uma longa luta tem vindo a ser travada na decisão do seu sucessor, que envolve uma verba superior a 10.000M EUR, ao longo dos próximos anos. O plano agora em negociação visa conciliar os requisitos da política de segurança com a política industrial, o que, entre outras coisas, envolve fortes interesses da Baviera. A divisão de armamentos da Airbus tem a sede na Baviera, sendo os Eurofighters montados em Manching.

O projecto também é politicamente difícil por causa do "papel especial" do Tornado: o conceito de dissuasão nuclear da NATO prevê que os aliados tenham acesso a armas nucleares dos EUA em caso de guerra e, portanto, devem ter aeronaves capazes de carregar armamento nuclear. Oficialmente nunca confirmado, mas uma espécie de segredo aberto: 20 bombas termonucleares de lançamento por gravidade B61 das forças armadas dos EUA estão armazenadas em Büchel, Eifel.

Para substituir o Tornado, a planificação militar menciona recentemente a necessidade de garantir os requisitos operacionais com duas aeronaves diferentes. As estratégias falam de um conceito de duas frotas. A solução finalmente encontrada deverá ser a seguinte:

Cerca de 30 F/A-18 na versão "Super Hornet" devem ser adquiridos para o transporte de armas nucleares, uma vez que o modelo é de certificação mais fácil do que o Eurofighter Typhoon. Para o combate electrónico também serão adquiridos 15 EA-18G Growler.

Boeing EA-18G Growler

Os novos Typhoon assumirão as restantes tarefas da frota Tornado: reconhecimento aéreo e ataque ao solo com armamento convencional. O número relativamente alto de pelo menos 78 Eurofighter Typhoon - e possivelmente até 90 - deve-se ao facto de servirem também como substitutos dos Typhoon mais antigos de Tranche 1, em uso na Luftwaffe. O plano visa proteger os interesses da indústria de defesa europeia e  a joint venture com a França, para a produção de uma nova plataforma de combate aéreo (FCAS), que deverá estar disponível a partir de 2040. Esta terá mesmo sido a razão pela qual o F-35, inicialmente preferido pelos militares alemães, terá sido liminarmente posto de parte.

Eurofighter Typhoon

Um porta-voz do Ministério da Defesa enfatizou que a ministra ainda não tomou uma decisão. e Kramp-Karrenbauer havia anunciado anteriormente que esta deveria ser tomada até ao final do primeiro trimestre de 2020, ou seja, até o final de Março. No entanto, este tema, tal como muitos outros, foi colocado em segundo plano pela actual pandemia de coronavírus, pelo que ainda não é claro quando tudo ficará definitivamente definido.


PRIMEIROS CASOS DE COVID-19 A BORDO DE UM PORTA-AVIÕES DA US NAVY [M2110 – 28/2020]

USS Theodore Roosevelt em Guam - imagem de arquivo    (c) US Navy /Anthony J. Rivera

O porta-aviões da Marinha dos EUA (US Navy) USS Theodore Roosevelt está parado na base naval em Guam, no Pacífico, e testará toda a tripulação ao novo coronavírus, uma vez que vários tripulantes contraíram a doença.

Todos os cerca de 5000 tripulantes a bordo serão testados à infecção com COVID-19, a doença causada pelo coronavírus, disse Thomas Modly, Secretário da Marinha.

Três marinheiros acusaram positivo ao teste da doença, no início desta semana. Agora, quase duas dúzias de outros marinheiros no navio têm também o COVID-19, informou o Wall Street Journal.

"Encontramos mais casos a bordo do navio", disse Modly a repórteres do Pentágono na quinta-feira 25 de Março de 2020. “Estamos em processo de testar 100% da tripulação do navio, para garantir que podemos conter os contágios que possam ter ocorrido no navio.(...) Mas também quero enfatizar que o navio está operacionalmente capaz e pode cumprir sua missão".

Actualmente, existem cerca de 800 kits de teste COVID-19 no Roosevelt. Modly disse que suprimentos adicionais para testar a restante tripulação, incluindo cotonetes e outros materiais, estão a ser transportados.

Depois dos testes serem realizados a bordo, serão levados para um laboratório do Departamento de Defesa. O oficial médico do Corpo de Fuzileiros Navais,  contra-almirante James Hancock, disse que os militares estão a trabalhar com parceiros do sector da saúde, para implementar testes em "pontos de atendimento" nos navios. "Mas ainda não chegámos lá", disse Hancock.

Enquanto o navio está em Guam, Modly disse que ninguém a bordo do Roosevelt poderá sair ao cais. Aqueles que já acusaram positivo para o COVID-19 e foram levados do navio, estão em quarentena em Guam, acrescentou. Nenhum requer hospitalização: "Os sintomas são muito leves - dores e esse tipo de coisas, dor de garganta", disse Modly.

A Marinha tem 104 casos COVID-19 entre o pessoal no activo. Isso representa cerca de um terço dos casos detectados em ramos do Departamento de Defesa. "Não tenho uma justificação para isso", disse o secretário interino da Marinha. "Seria especulação da minha parte fornecer uma razão."

Acrescentou que existem funcionários da Marinha espalhados pelo mundo, com altas concentrações de marinheiros em San Diego e Norfolk, Virgínia. "Mas ainda não realizámos a investigação sobre onde esses marinheiros contraíram a doença", disse Modly. "E antes disso, seria irresponsável da minha parte dizer por que achamos que isto está a acontecer."


quarta-feira, 25 de março de 2020

RECORDATÓRIO: OPERAÇÕES DOS F-16 NO AM1 MACEDA [M2109 – 27/2020]



De 10 de março a 17 de abril de 2008, os F-16 habitualmente baseados na BA5 - Monte Real, mudaram-se para o Aeródromo de Manobra nº1, em Maceda, no concelho de Ovar.
Essa mudança ficou a dever-se à realização de obras na pista do Base Aérea nº 5, facto que, evidentemente, impedia as operações aéreas.
Assim, uma boa quantidade de aviões - que incluía, obviamente, os de alerta permanente (QRA) operou, durante mais de um mês, a partir daquela infraestrutura situada a sul e a pouco mais de 30 km da cidade do Porto.
Aqui ficam algumas imagens obtidas pelo António Godinho, a quem o Pássaro de Ferro agradece a sua pronta cedência para publicação.
Como nota adicional, deve referir-se que a maioria da frota F-16 nacional da altura ainda estava no padrão OCU, como aliás as fotografias atestam e ainda com as marcas dos "Falcões" nas derivas.


Curioso este detalhe do 15106, com o canopy "dourado", facto incomum na frota Viper  nacional.



E aqui o 15114, que, a par do 15112 e 15115, foi uma das "cobaias" de um esquema que se chegou a pensar poder vir a ser implementado em toda a frota.



quarta-feira, 18 de março de 2020

TIGER MEET ADIADO PARA JULHO [M2108 – 26/2020]



O site oficial do exercício NATO Tiger Meet 2020, revela novas datas para o exercício: 5 e 17 de Julho de 2020.

Inicialmente agendado para 10 a 22 de Maio em Beja, período ainda bastante próximo do que se prevê ser o pico do surto de Coronavirus na generalidade dos países europeus, foi agora adiado, e não cancelado, conforme se chegou a temer.

Os spotters days estão agora marcados para os dias 9 e 15 de Julho 2020. As inscrições mantêm-se válidas correspondendo os novos dias à mesma ordem do dia inicial (ie: quem estava inscrito a 14 Maio passará a 9 de Julho e 20 de Maio para 15 de Julho).

Quem precisar realizar alterações terá que contactar a organização através do endereço de email do registo (ntm20_spotter@emfa.pt)

O Festival Aéreo previsto para 17 de Maio foi remarcado para 12 de Julho.




EXERCÍCIO SWIFT BLADE CANCELADO [M2107 – 25/2020]

O Exército Alemão com o NH90 era um dos participantes do Swift Blade 2020

O exercício Swift Blade 2020, agendado para o período de 14 de Abril a 1 de Maio em Gilze Rijen, Países Baixos,  foi cancelado.

Trata-se do exercício destinado ao treino de tripulações de helicópteros, de responsabilidade da Agência Europeia de Defesa, que foi já realizado em Portugal por quatro vezes, sob o nome de Hot Blade. Devido às medidas de contenção da pandemia de Coronavirus, foi agora cancelado, à semelhança aliás, da generalidade dos exercícios militares previstos para as próximas semanas um pouco por todo o mundo.

Estava previsto participarem aeronaves de asas rotativas de oito países europeus, incluindo Portugal com o EH101 Merlin, da Esquadra 751 da Força Aérea Portuguesa.


RESTRIÇÕES À UTILIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES AEROPORTUÁRIAS PORTUGUESAS POR AERONAVES MILITARES ESTRANGEIRAS [M2106 – 24/2020]



O Ministério da Defesa Nacional informou em nota de imprensa divulgada hoje que, "com a adoção das medidas de mitigação da pandemia por COVID-19, foram implementadas normas de proteção adicional das populações, que passam também pelo cumprimento de procedimentos de segurança no que diz respeito à utilização de aeródromos militares e aeroportos nacionais para a aterragem e permanência de aeronaves militares estrangeiras e das suas tripulações".

Na mesma nota pode ainda ler-se que "foi decidido que a referida permanência destas aeronaves em território português terá de obedecer às medidas adotadas em Portugal, nomeadamente no controlo de voos provenientes das regiões mais afetadas pela Covid-19.

É ainda especificado que "as tripulações e eventuais passageiros de aeronaves militares estrangeiras, que necessitem de fazer escalas técnicas em território nacional, serão sujeitas a isolamento profilático, estando também a sua circulação limitada às instalações militares, em áreas demarcadas e de acordo com a capacidade disponível. Com a adoção destas medidas assegura-se a proteção sanitária das populações, uma prioridade para o Ministério da Defesa Nacional.
A permanência nestas infraestruturas militares será permitida em caso de necessidade absoluta, para efeitos de abastecimento e de descanso das tripulações, durante o período considerado indispensável.
Estes procedimentos poderão ser revistos a qualquer momento, face à evolução da Pandemia."


segunda-feira, 16 de março de 2020

TLP 2020-1 EM ALBACETE - [M2105 – 23/2020]


 O prestigiado exercício TLP 2020-1 (Tactical Leadership Programme), na sua versão 2020, começou em 10 de fevereiro passado, e possibilita que as mais modernas aeronaves de combate da NATO possam ser vistas em ação na Base Aérea de Albacete, aqui ao lado (Espanha) e é, portanto e mais uma vez, a sede deste curso.




As principais missões que o TLP realiza são missões de vôo cujos objetivos são principalmente melhorar as capacidades de liderança tática e sua aplicação em voo dos pilotos da NATO encarregados de comandar formações de aeronaves em grande escala (COMAO). 
Segundo, melhorar a interoperabilidade tática nas Forças da NATO, com diferentes táticas e capacidades (meios aéreos).



Outra das principais missões do TLP é  académica, e os seus objetivos são, em primeiro lugar, oferecer uma série de cursos teóricos que tratam de: doutrina e tática diante de ameaças que possam surgir; armas e seus efeitos; características dos aviões; capacidades de mísseis ar-superfície; artilharia antiaérea; operações e defesa aérea ofensiva e coordenação no campo de batalha. 
Em segundo lugar, aumentar as habilidades para o desenvolvimento do trabalho para os participantes e promover um conhecimento comum de todas as facetas e características das operações aéreas táticas da NATO. 




Em terceiro lugar, examinar os diferentes conceitos de emprego tático das nações e sugerir áreas para melhoria. Quarto e último, desenvolver conceitos e doutrina para operações integradas, bem como o emprego e o destacamento de forças de combate da NATO e seus sistemas de armas.
O curso 2020-1 teve a presença de:
Alemanha
EF2000
França
Rafale B e C
Mirage 2000B
EC725
Grécia
F-16C
Espanha
EF-18M
Itália
EF F2000
AW139
EUA
V22 Osprey
RAF
E-3 AWACS

Texto e fotografias: Alejandro de Prado Garcia

quinta-feira, 12 de março de 2020

EXERCÍCIO FRISIAN FLAG 2020 CANCELADO [M2104 – 22/2020]

F-16 das Esquadras 201 e 301 da FAP no exercício Frisian Flag 2014

O Gabinete de Relações Públicas da base aérea de Leeuwarden nos Países Baixos, emitiu hoje uma nota de imprensa, a informar o cancelamento do exercício Frisian Flag, agendado para o período de 23 de Março a 3 de Abril, naquela base.
A razão prende-se com as medidas de contenção da propagação do Coronavirus.
Estava prevista a participação no exercício das Esquadras 201 e 301, que operam os F-16 da Força Aérea Portuguesa.

O exercício Cold Response, marcado para 12 a 18 de Março na Noruega, foi igualmente cancelado.

Já a parte do curso avançado destinado a pilotos de aeronaves de asas rotativas Helicopter Weapon Instructors Course (equivalente ao FWIT para pilotos de caças), também ministrado em Leeuwarden, mas realizado parcialmente na Alemanha, está em suspenso até data a confirmar.

Apesar de terem sido veiculadas algumas notícias da possibilidade de cancelamento do Tiger Meet 2020, a realizar em Beja, entre 10 e 22 de Maio, é ainda prematuro tecer algum tipo de comentário, dependendo a sua realização do evoluir da pandemia do COVID-19, no nosso país e no estrangeiro.






OGMA ENTREGA NOVO F-16 MLU À FAP [M2103 – 21/2020]

Foto: OGMA

Foto: OGMA

O F-16 MLU que voou pela primeira vez a 24 de Janeiro transacto, foi hoje oficialmente entregue pela OGMA, que realizou os trabalhos de modernização, à Força Aérea Portuguesa, para ser integrado na frota operacional. A notícia foi divulgada pela empresa ribatejana, na rede social Twitter.

Esta célula (n/s 82-1004), que permaneceu desde Janeiro em Alverca, para trabalhos de pintura, receberá o número de cauda 15143 na FAP.

Apesar de recebida em 1999, integrada no programa Peace Atlantis II, ficaria armazenada, destinada apenas a fornecer peças à restante frota. Acabaria contudo, por ser modernizada, como consequência do contrato de alienação de 12 F-16 para a Roménia, dado que inicialmente Portugal colocou no mercado apenas nove F-16 à venda.

Foto: OGMA




F-16 NO AEROPORTO DE LISBOA [M2102 – 20/2020]

F-16 da FAP na chegada ao AT1 -  Lisboa                          Foto: FAP

Tal como o Pássaro de Ferro ontem divulgou num vídeo de Gonçalo Melo partilhado centenas de vezes nas redes sociais, o Aeroporto de Lisboa recebeu uma visita pouco habitual, de dois F-16 da Força Aérea Portuguesa.


Esta entidade revelou hoje no seu sítio de internet, mais pormenores acerca do motivo da visita, que se enquadra na preparação para o exercício Tiger Meet, a realizar no mês de Maio em Beja.

A acção teve por isso em vista a formação e treino prático na recepção de aeronaves F-16M, sendo dirigida aos militares da Unidade (Aeródromo de Trânsito nº1 - Figo Maduro) e civis do Aeroporto de Lisboa envolvidos neste processo.

A formação foi ministrada por Crew Chiefs da Base Aérea N.º 5 (Monte Real), com "o objectivo de garantir uma operação segura e formação adequada dos recursos humanos que possam interagir com estas aeronaves em caso de alternância."

Segundo Sérgio Miranda e João Reis, funcionários da área de Operações Aeroportuárias do Aeroporto de Lisboa a partilha de conhecimentos, resultante da acção de formação ministrada ontem pela Força Aérea, no Aeródromo de Trânsito N.º 1, sobre a recepção de aeronaves F-16 MLU no Aeroporto de Lisboa, é extremamente importante e fundamental para garantir a segurança das operações, divulgou ainda a Força Aérea na rede social Facebook.

Algumas das fotos da acção, divulgadas pela FAP:














 Fotos: FAP










ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
>