quarta-feira, 3 de outubro de 2012

EXERCÍCIO TEAM SPIRIT 81-91 (M721 - 91PM/2012)

Durante os anos da Guerra Fria, uma das preocupações estratégicas era a de poder operar com meios aéreos, em caso de destruição das bases fixas.
Aeronaves foram desenhadas de modo a poder operar a partir de pistas mal preparadas ou trechos de estrada, sendo o expoente máximo o Harrier britânico, mas também aeronaves como o A-10 americano, ou o Viggen sueco, entre muitas outras propulsionadas a hélice.
O exercício Team Spirit levado a cabo entre 1981 e 1991 na Coreia do Sul, foi talvez o expoente máximo desta doutrina, proporcionando imagens que, descontextualizadas poderão ter tanto de inaudito como de bizarro.

Em 1981 F-4 Phantom II americanos e coreanos, F-15 da USAF e um OV-10 Bronco


Os F-15 também possuem características que lhes permitem operar em auto-estradas

Para o A-10 foi um requisito de produção a operação em pistas não preparadas

"Cleared to take-off"

"Apron alpha"

Vista aérea do "aeroporto"

Municiamento do famoso canhão do A-10 o GAU-8 Avenger

Os OV-10 Bronco na época totalmente operacionais

Um C-130 durante largada de carga LAPES atualmente em desuso

Um A-10 no runway "19"

Os mirones apreciam o momento

Mais um C-130 a fazer-se à SCUT

Um F-5F da casa também não tem medo das portagens...


Fotos: Autor(es) desconhecido(s)
Fonte: http://blog.daum.net/lcs5801/8739163

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>