segunda-feira, 5 de agosto de 2013

PENTÁGONO PONDERA SUSPENDER PROGRAMA F-35 (M1111 - 230PM/2013)

Lockheed Martin F-35 Lightning II      Foto: Lockheed Martin

Uma fuga de informação de documentos do Pentágono, sugere que a entidade de Defesa norte-americana está a ficar cansada dos onerosos caças F-35 e é considerada mesmo a hipótese de cancelar o programa de 391.200 M USD.

Oficiais do Pentágono deram um briefing na passada quarta-feira (31 de julho), no qual explanaram modos de gerir os cortes de orçamento automáticos no valor de 500.000 M USD previstos para  a próxima década. 
Num slideshow foram apresentadas várias alternativas, em que ficou patente a insatisfação com o caça da Lockheed Martin. Na mesma apresentação, ficaram também patentes as intenções de abandonar o programa para a criação de um novo bombardeiro estratégico de longo alcance, segundo informações que alguns dos participantes prestaram à agência Reuters.

O Secretário da Defesa Chuck Hagel, falou à comunicação social nessa mesma quarta-feira, indicando que o Pentágono poderá ter que decidir entre uma "força muito menor" e um interregno de uma década na modernização de sistemas de armas e tecnologia. Esta declaração está de acordo com a informação retirada do referido briefing, em que era afirmado que a opção por manter forças de grande envergadura, poderia custar o cancelamento do programa de 392.000 M USD da Lockheed Martin (F-35), bem como o desenvolvimento de um novo bombardeiro de longo alcance.

Estas notícias vêm a público pouco tempo depois do Pentágono ter assinado dois novos contratos com a Lockheed Martin, que garantiriam a continuidade da produção e manutenção do F-35, com um decréscimo de cerca de 8% relativamente às primeiras unidades. Os custos de produção desde 2001 contudo, já haviam aumentado em cerca de 68%, pelo que a redução agora conseguida, é ainda irrisória, comparada com o valor inicialmente previsto.

Após a fuga de informação do slideshow, o Pentágono tentou minorar os "estragos", alegando que o cenário então exposto, foi meramente hipotético e de "pior caso", afirmando que "o cancelamento do programa F-35 seria prejudicial para a defesa nacional (dos EUA)".
De referir que independentemente do Pentágono, o Congresso é responsável pelo Departamento de Defesa, tendo supremacia nas decisões de aquisição ou cancelamento de armamento.

Fonte: Defence Talk
Tradução e adaptação: Pássaro de Ferro


0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>