quinta-feira, 1 de agosto de 2013

EUROCOPTER VAI CHAMAR-SE AIRBUS HELICOPTERS (M1110 - 229PM/2013)


Eurocopter AS565 Panther

A decisão foi anunciada ontem 31 de julho, com efeito a partir de 1 de janeiro de 2014, como parte de  um programa alargado da companhia-mãe EADS.

A EADS - originalmente European Aeronautic Defense and Space Company - anunciou que irá reestruturar o grupo e abandonar o nome EADS a favor da globalização da mundialmente conhecida marca Airbus. O departamento Airbus vai ainda assim continuar responsavel por todas as atividades relacionadas com a aviação comercial, enquanto na Airbus Defense & Space irão ser consolidadas as marcas Airbus Military, Astrium e Cassidian. A Eurocopter será renomeada Airbus Hleicopters e irá continuar a representar as atividades relacionadas com helicópteros civis e militares.

A operação terá início a 1 de janeiro de 2014, prevendo-se estar completa durante o segundo semestre do mesmo ano. A EADS informou ainda que demais pormenores serão comunicados no último trimestre de 2013.

"O que revelamos hoje (ontem) é uma evolução, não uma revolução. É o passo lógico no desenvolvimento da nossa empresa" disse Tom Enders, CEO da EADS. "Afirmamos a predominância da aviação comercial no nosso grupo e reestruturamos e centramos as nossas atividades de defesa e espaço, diminuindo custos, aumentando lucros e melhorando a nossa posição de mercado. A mudança de nome simplesmente junta toda a companhia na melhor marca que possuímos, a que representa internacionalização, inovação e integração - e também dois terços das nossas vendas. Reforça a mensagem de que fazemos coisas que voam".

A informação foi avançada ao mesmo tempo que foram anunciados os resultados financeiros da primeira metade de 2013, que confirmaram uma forte consolidação da Airbus no mercado com vendas no valor de 18.924 M EUR contra 17.525 M EUR em período homólogo de 2012, incluindo resultados da aviação civil e militar.

Já com respeito à Eurocopter, os resultados decresceram em 7%, para 2584 M EUR respeitantes a 190 helicópteros, quando comparando com os 2771 M EUR do primeiro semestre de 2012 (198 helicópteros). Comparando os lucros antes de impostos, a queda é ainda maior, chegando aos 35%, correspondendo a uma descida de 198 M EUR para 128 M EUR.

A EADS atribui grande parte destas quebras às restrições da frota EC225 Super Puma, tal como esperado. As perspetivas são agora melhores, quando a Agência Europeia de Segurança na Aviação (EASA) e as autoridades britânicas e norueguesas aprovaram as soluções de prevenção e deteção desenvolvidas pela Eurocopter para evitar a repetição das falhas ocorridas com o eixo vertical em dois EC225 no Mar do Norte em outubro de 2012. A Eurocopter está presentemente a prestar apoio aos utilizadores do modelo, de modo a recolocar as frotas em serviço.

Durante o primeiro semestre de 2013, a Eurocopter recebeu 163 encomendas (195 em período homólogo em 2012). No final de junho de 2013 estão pendentes de entrega 1047 helicópteros, correspondentes a 12.800 M EUR, ligeiramente menos que os 1070 por entregar no final de 2012.

Fonte: Vertical 
Tradução e adaptação: Pássaro de Ferro



2 Voaram em formação:

António Gomes Pereira disse...

«Da globalização globalmente...» ;-) Precisamos de revisão!
Abraço!

Paulo Mata disse...

Obrigado António, já foi corrigido. Abraço

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>