sábado, 19 de janeiro de 2013

OS DRAGÕES (M840 -23PM/2013)


A Esquadrilha “Os Dragões” nasceu no seio da Esquadra 21 – Base Aérea 2, Ota, em 1954, com o fim de propagandear a Força Aérea.
Inicialmente constituída pelo Cap Moura Pinto (nº 1), Cap Lemos Ferreira (asa esquerda), Ten. Santos Gomes (asa direita) e Sarg. Loureiro (cauda), fizeram a primeira exibição oficial em 11 de Junho de 1954, na receção ao Primeiro-Ministro da Grécia. Com muitos aplausos.
Devido a um acidente à descolagem numa missão normal, o Ten. Santos Gomes (por coincidência, era eu que ia a sua asa mas descolei normalmente), ficou bastante ferido, tendo sido substituído pelo SAj Mota Cerveira na patrulha. Pouco tempo depois, devido a um problema no braço direito deste, acabei por tornar-me eu o novo asa direita da patrulha a partir daí. 





Emblemas dos "Dragões"- evolução 


Devo chamar a atenção para o facto de que os pilotos da Esquadrilha continuavam a fazer todo o trabalho operacional da Esquadra.
A primeira grande exibição realizou-se no aeroporto de Pedras Rubras em 30 de Junho de 1957. Foi um sucesso em termos de movimentação popular e não só. Eis a decoração, dos aviões, para esse Festival:


 
 Sarg Moutinho, Cap M. Pinto, Cap Lemos Ferreira, Sarg. Loureiro 

Autógrafo do Gen. Costa Macedo, CEMFA

Este Festival teve grande repercussão nacional. Para o constatar bastará consultar os jornais da época.
Entretanto, realizar-se-ia um Meeting das Nações (NATO) em Bierset (Bélgica), sendo Portugal também convidado.
Assim, a 29 de Junho 1958, “Os Dragões” participaram no Festival Aéreo com a sua exibição de acrobacia. Variadas Forças Aéreas estiveram também presentes, participando nos eventos.




As fotos estão a preto e branco mas as cores nos aviões eram as da bandeira nacional. Após este “Meeting” deslocámo-nos para Volkel, na Holanda, onde participámos noutro Festival.
Aí, o primeiro dia foi dedicado à acrobacia mas, no dia seguinte, efetuou-se uma parada da NATO com variados aviões. Portugal esteve representado com os quatro aviões dos “Dragões” e mais doze F-84G vindos de Portugal, perfazendo uma formação de 16 aviões.
À noite, uma Festa Real (presença da Rainha Juliana) foi oferecida a todos os participantes.
Sou possuidor de variados outros recortes de jornais com relatos das exibições de “Os Dragões”, mas seria fastidioso colocá-los neste texto.
A minha participação nos “Dragões” foi um ponto alto da minha carreira. É com muito orgulho e alguma vaidade que recordo essa época.


Fotos: Coleção Fernando Moutinho


Texto: Cap (Ref) Fernando Moutinho


0 Comentários:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>