quinta-feira, 21 de junho de 2012

UAV BRASILEIROS NO COMBATE AO TRÁFICO DE DROGA NA BOLÍVIA (M674 - 64PM/2012)

VANT brasileiro Hermes RQ-450                            Foto:Agência Força Aérea

Um oficial de topo da brigada anti-narcóticos boliviana creditou a Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT/UAV) brasileiros uma série de ataques ao tráfico de cocaína no país.
Felipe Cáceres não forneceu mais pormenores acerca dos modelos em uso, à parte de que são de fabrico israelita, patrulham normalmente a fronteira, mas também entram em espaço aéreo boliviano.

IAI Heron TP exibindo vários dos sensores com que pode ser equipado                        Foto: IAI

O Brasil adquiriu em 2010 por cerca de 350M USD, 14 UAVs da família Heron, fabricados pelas Israeli Air Industries, após um helicóptero da polícia ter sido abatido por traficantes de droga sobre uma favela, com um rocket de curta distância.

A polícia boliviana adianta ainda que os UAVs destruíram mais de 240 laboratórios de fabrico de droga desde o início do mês nas terras baixas do estado de Santa Fé, que faz fronteira com o Brasil.
O Brasil tornou-se um importante aliado da Bolívia no combate à droga, desde que em 2008 foram expulsos os agentes norte-americanos até então no país.
A Bolívia é o terceiro produtor mundial de cocaína e fontes oficiais estimam que 92% da produção tenha como destino o Brasil.
Cáceres acrescentou ainda que os cartéis colombianos, mexicanos e brasileiros controlam toda a exportação da cocaína.



Fonte: Huffington Post adaptação Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>