quarta-feira, 20 de junho de 2012

EMBRAER ENTREGA PRIMEIRO A-1M E ÚLTIMOS A-29 E F-5EM (M673 - 63PM/2012)


O primeiro A-1M rola para a descolagem em Gavião Peixoto         Foto: Agência Força Aérea

Em vésperas de iniciar a laboração das instalações de Évora, a Embraer no Brasil tem estado em grande atividade, ao realizar o primeiro voo de um A-1, a versão modernizada do AMX (chamado A-1 no Brasil).
A unidade que no dia 19 de junho de 2012 subiu ao céus de Gavião Peixoto no interior do estado de São Paulo, onde a Embraer possui instalações, foi a primeira da frota de 43 AMX brasileiros a receber as modernizações contempladas no programa, nomeadamente novo radar multi-modo (SCP-01 da Mectron), novo cockpit com MFDs (Multi Functional Displays), iluminação compatível com ócúlos de visão noturna (NVGs), capacidade de uso de capacetes com mira incorporada (JHMCS), novos alertas radar (RWR e MAWS), lançadores de chaff/flares automático, além de revitalização estrutural.
Além do "protótipo" agora voado, 10 outras unidades encontram-se já induzidas para efetuar a modificação para o padrão A-1M, estando as primeiras entregas para uso operacional previstas para 2013.
A ocasião, presenciada pelo Comandante da Aeronáutica Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, e oficiais do Alto Comando da Força Aérea Brasileira (FAB), contemplou ainda a cerimónia de entrega do último F-5EM do primeiro lote de 46 unidades, bem como o 99º e último A-29 Super Tucano para a FAB.
Um segundo lote adicional de 11 F-5E (adquiridos à Jordânia em 2008) serão ainda modernizados a partir de outubro de 2012, com entregas previstas para 2013.

A cerimónia de entrega dos últimos F-5EM e A-29                           Foto: Agência Força Aérea

“Os A-1M estão recebendo sistemas modernos similares aos que já equipam os F-5M e A-29. Todas as modernizações e aquisições estão relacionadas com os objetivos que fazem parte do Planejamento Estratégico Militar da Aeronáutica. (...) Os nossos equipamentos aproveitam da similaridade entre os aviónicos destas aeronaves, o que ajuda na adaptação dos nossos pilotos e representa uma padronização que oferece inúmeras vantagens operacionais, tais como o aprimoramento da doutrina de emprego da FAB e o melhor rendimento das horas de voo" referiu o TenBrig Juniti Saito.
Luiz Carlos Aguiar, presidente da Embraer Defesa e Segurança sublinhou ainda que “O Super Tucano continua nossa tradição de desenvolver aeronaves que atendam aos requisitos da Força Aérea e, ao mesmo tempo, sejam capazes de se tornar sucessos comerciais no mercado externo enquanto a modernização do A-1 e do F-5 demonstram a nossa capacidade de desenvolver soluções integradas, em sistemas complexos, para nossos clientes”.

O A-29 Super Tucano é utilizado em três continentes por nove países                     Foto: Embraer
O primeiro F-5FM (BR) modernizado pela Embraer voou em 2005                        Foto: Embraer

A Embraer Defesa e Segurança pertence à Embraer SA, que tem mais de 40 anos de experiência no ramo aeronáutico e de defesa. Atualmente fornece cerca de 70% das aeronaves de asas fixa da FAB, estando também presente em 48 países e 50 forças armadas. Nas unidades de produção de Évora em Portugal, a Embraer fabricará componentes para alguns dos modelos da marca, tanto civis como militares. A inauguração oficial está marcada para 21 de setembro de 2012, apesar de estar previsto iniciar a laboração ainda antes.


0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>