quinta-feira, 8 de junho de 2017

PORTUGAL APROVA AQUISIÇÃO DE KC-390 (M1902 - 39/2017)

KC-390 em largada de para-quedistas      Foto: Embraer


"Foi hoje aprovada uma Resolução do Conselho de Ministros que autoriza o início das negociações com a Embraer, Defesa e Segurança, S.A., para a aquisição de cinco aeronaves KC-390, com opção de mais uma, e um simulador de voo (fullflight simulator CAT D), para instalação e operação em território nacional.

A importância estratégica que a indústria aeronáutica pode desempenhar para o desenvolvimento económico nacional, enquanto indústria de elevado valor acrescentado com capacidade para estimular e valorizar o investimento em inovação, dinamizar a criação de redes de empresas de base tecnológica e a disseminação horizontal de tecnologias entre setores, promover o emprego qualificado e as exportações, justificou o envolvimento de Portugal, desde 2010, no projeto de desenvolvimento e produção do KC-390."

É este o texto que se pode ler no comunicado de Conselho de Ministros de 8 de Junho de 2017.
O KC-390 tem como finalidade substituir a frota de C-130H Hercules ao serviço da Força Aérea Portuguesa, nas missões de transporte táctico de pessoal e carga, lançamento de tropas para-quedistas.
A nova aeronave da Embraer, tem ainda capacidade de fornecer reabastecimento aéreo de combustível a aeronaves compatíveis, bem como o combate a incêndios florestais.

De recordar que as aeronaves C-130 da FAP, têm na sua generalidade quase 40 anos, estando actualmente na iminência de sofrer uma actualização dos sistemas de navegação e comunicações, que lhe permitam voar durante mais alguns anos, até que uma solução permanente, que agora se sabe ser o KC-390, os substituam.

O próximo passo no programa de aquisição do KC-390 para a FAP, será a constituição de um grupo de trabalho integrando os ministérios da Defesa, Finanças, Economia e Ciência e Tecnologia, que negociará com o fabricante Embraer.

De notar ainda que o KC-390 teve desde a fase de projecto um envolvimento relevante da indústria portuguesa, e terá também vários dos componentes fabricados pela OGMA em território português, nomeadamente a secção central da fuselagem, estabilizadores horizontais e portas do trem de aterragem principal.






1 Comentários:

justin oliveira disse...

Será uma excelente compra.

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>