domingo, 16 de fevereiro de 2014

TORNADO AJUDA NAS CHEIAS NO REINO UNIDO (M1428 - 46PM/2014)

Tornado GR4 equipado com sistema de reconhecimento aéreo Raptor sob a fuselagem     Foto: M.Defesa

Apesar do título ser aparentemente paradoxal, a verdade é que um avião Tornado da Royal Air Force (RAF), juntou-se ao contingente militar que presta ajuda nas cheias que têm assolado o Reino Unido este inverno.

O Tornado GR4 de Marham, Norfolk, equipado com equipamento de reconhecimento fotográfico foi destacado para fazer o levantamento das zonas afetadas do vale do Tamisa.

Fontes do Ministério da Defesa britânico informaram que os planificadores de situações de emergência usarão as imagens de alta resolução obtidas pelo Tornado, na realização de mapas de prevenção de inundações, para prever os níveis que atingirão as águas nos próximos dias e assim permitir aos engenheiros construir ou reforçar diques de defesa.

Imagens obtidas pelo sistema de reconhecimento Raptor transportado pelo Tornado    Foto: M.Defesa

Aeronaves de reconhecimento Sentinel baseadas em Waddington, Lincolnshire, estão também de prevenção e efetuaram já missões do mesmo teor.

Neil Tomlin, comandante da Ala Aérea a que pertence o Tornado disse a propósito: "Espera-se que as imagens obtidas pelo nosso sistema de reconhecimento, forneçam apoio necessário para minorar o efeito das cheias."

O número de militares das Forças Armadas envolvidos é de cerca de 2000, enquanto alguns milhares mais se encontram de prevenção. Fontes da Defesa disseram que se trata do maior destacamento civil desde o surto de febre aftosa em 2001, quando as tropas foram chamadas para ajudar no abate de gado. Um número também muito significativo de militares participou nos Jogos Olímpicos de 2012.

No Surrey, soldados distribuíram água potável aos moradores, por suspeita de contaminação da água modesta nessa zona.
Em muitas outras zonas, tropas continuam a encher e distribuir sacos de areia, construindo barreiras contra inundações. Fontes da Defesa dizem esperar cada vez mais pedidos de ajuda, uma vez que as autoridades locais se têm visto cada vez mais incapazes de fazer face às condições. 
As mesmas fontes rejeitam acusações de que os militares se tenham mobilizado tarde demais.
Segundo o Governo, as tropas tiveram que esperar por pedido de ajuda das autoridades  locais: "Nós não podemos simplesmente ir e impor-nos sobre a polícia ou as autoridades locais. Se eles querem que nós façamos alguma coisa, vamos fazê-lo, mas não podemos simplesmente aparecer".

Fonte: The Telegraph
Tradução e adaptação: Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>