segunda-feira, 18 de março de 2013

EXPLICAÇÕES SOBRE UMA QUASE COLISÃO EM VOO (M915 - 78PM/2013)

Boeing 767
A 22 de janeiro passado ocorreu a 35.000 pés (cerca de 11.600 m) sobre Cabul no Afeganistão, um incidente envolvendo um Boeing 767 de uma companhia charter russa e um caça não identificado, que terão estado a escassos 100 pés (cerca de 30 m) de colidir em voo.
Segundo informação prestada então pela agência de transportes aéreos russa Rosaviatsia, foi o sistema anti-colisão do B767 da Nordwind Airlines, que seguia com perto de 300 passageiros a bordo a atravessar o espaço aéreo afegão, em viagem entre Bali (Indonésia) e Yekaterinburg (Rússia), que avisou os pilotos da colisão iminente, com o que foi descrito como uma "aeronave militar com as cores usadas pelos aviões da NATO".
No seguimento do pedido de explicações apresentado pelo Embaixador russo para a NATO Alexander Grushko, o incidente foi "exaustivamente analisado", tendo a NATO respondido "com  toda a seriedade" segundo palavras do mesmo embaixador, "com dados fornecidos suficientemente detalhados do sistema de controlo aéreo, sobre o que sucedeu sobre Cabul".
Apesar das explicações prestadas às autoridades russas, segundo a NATO nenhuma aeronave da sua responsabilidade se encontrava na zona, na altura do incidente.
Para o Embaixador russo "é uma página que pode ser virada".
Ficapor isso a dúvida para o público, sobre o que realmente sucedeu.





0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>