sexta-feira, 6 de julho de 2012

RÚSSIA CONSOLIDA MERCADO DE HELICÓPTEROS NA AMÉRICA LATINA (M684 - 72PM/2012)


Um Mil Mi-17-2 em uso na Venezuela em funções de busca e salvamento            Foto: Russian Helicopters

A Rússia planeia inaugurar ainda durante 2012, o primeiro centro de manutenção destinado aos helicópteros registados na Venezuela. A intenção é a de ampliar posteriormente a capacidade do mesmo para garantir o ciclo de vida de todos os helicópteros de fabrico russo de toda a América Latina.
Segundo o perito militar Igor Korotchenko, a escolha da Venezuela não foi casual: "Muitos helicópteros russos foram fornecidos à América Latina. A Venezuela foi escolhida por ser o maior comprador de equipamentos militares russos. Isto é vantajoso para a Rússia, porque tendo um centro seguro de serviços, será minimizado o tempo para restauração do potencial de voo dos helicópteros. A Rússia, desse modo, revela-se como fornecedor seguro. Isto irá contribuir para o aumento da parcela de fornecimento de helicópteros russos no mercado local."

  Este  Kamov Ka-32A em uso no Brasil poderá vir a beneficiar do novo centro de manutenção   Foto: Russian Helicopters

A criação deste centro de manutenção na Venezuela está contudo longe de agradar a todos, se tivermos em atenção que a maioria dos países ocidentais não nutre especial simpatia pelo governo venezuelano. O Ministério do Exterior russo lembrou por isso que a parceria Moscovo-Caracas em matéria de defesa, é feita estritamente de acordo com as normas internacionais.
Para o perito militar Viktor Baranet "A exportação para a Venezuela está na categoria dos novos mercados para a Rússia. Sendo que aqui se incluem não apenas motivos puramente económicos, mas em certa medida também políticos. Existem boas relações entre a Rússia e a Venezuela. E a própria Venezuela apontou para o mercado russo de armamentos. A Rússia contribuiu para isso. Há alguns anos foi destinado à Venezuela um crédito para a compra de armamentos russos no valor de dois mil milhões de dólares. E o total da capacidade do mercado venezuelano já atinge cinco mil milhões."
Estimando a receita anual  russa com a venda de armamentos em dez mil milhões, teoricamente a Venezuela garante metade dessas vendas. Esta dinâmica trará naturalmente centros de manutenção para os equipamentos, estando o primeiro dos quais a ser criado atualmente.


Fonte: Rádio Voz da Rússia adaptação Pássaro de Ferro     

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>