segunda-feira, 18 de junho de 2012

AIRBUS A400M GRIZZLY EM TESTES DE CARGA (M670 - 61PM/2012)

NH90 a ser carregado no Grizzly 4                             Foto: Airbus Military
EC725 Super Cougar dentro do protótipo do A400M  nº4                    Foto: Airbus Military

A Airbus Military cumpriu mais uma etapa na certificação da aeronave A400M para Capacidade Inicial de Operação (Initial Operating Capability - IOC), ao carregar e descarregar com sucesso helicópteros NH90 e EC725. 
Numa série de testes realizados nas bases aéreas de Holzdorf (Alemanha) e Toulouse (França) o protótipo nº4 efetuou uma das mais difíceis provas de carga necessárias para a certificação IOC, tendo sido a primeira vez que foi realizada em A400 reais.
Seguem-se mais exercícios  destinados a comprovar a capacidade da aeronave em transportar uma vasto leque de  equipamento militar, tal como requerido pelas nações aderentes ao projeto (Bélgica, Alemanha, França, Espanha, Luxemburgo, Malásia, Turquia e Reino Unido).

Protótipo em testes de operação em pistas mal preparadas                Foto: Airbus Military

 O A400 é uma aeronave capaz de efetuar uma grande variedade de tarefas, incluindo transporte geral e tático em pistas normais e mal preparadas, evacuações médicas/sanitárias, reabastecimento em voo (aviões e helicópteros), largada de paraquedistas, entre outras. Está equipada com dispositivos de sobrevivência em campo de batalha (contramedidas eletrónicas), glass cockpit com 2 HUD (Head Up Display) e sistema de comandos fly-by-wire. É propulsado pelo mais potente sistema turbo-hélice em produção no mundo, constituído por quatro motores TP-400 de 11.000 cv, com hélices de 8 pás Hamilton Sundstrand, que lhe permitem uma velocidade de mach 0,72 e altitudes de cruzeiro de 37.000 pés.


Formação de cinco A400M                                     Foto: Airbus Military

O A400 Grizzly voou pela primeira vez a 11 de dezembro de 2009, e incorpora tecnologia state of the art ao mesmo tempo que garante reduzir em cerca de 50% os custos de vida operacional, relativamente às frotas existentes de aeronaves equivalentes.
Apesar de atualmente em bom ritmo de desenvolvimento, atrasos no início do projeto levaram a que várias nações, incluindo Portugal e África do Sul, tenham desistido da aquisição do mesmo. 
A perspetiva de entrada em serviço do A400 é para 2013 com entregas previstas para as forças aéreas da França e Turquia.



Fonte: Airbus Military com adaptação Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>