terça-feira, 19 de junho de 2012

CENTENÁRIO DA LOCKHEED 1912/2012 - (M671 - 27AL72012)

O Super Constellation, um dos primeiros grandes ícones alados da Lockheed... Crédito da foto.

Glenn L. Martin fundou a Glenn L. Martin Company em Los Angeles, Califórnia em 16 de agosto de 1912. A empresa foi inaugurada, digamos, depois de construir seu primeiro avião, numa igreja alugada, onde se fez uma espécie “voto de fé no seu projeto para a construção de aeronaves”.
Quatro meses mais tarde e quatrocentos quilómetros de distância, em San Francisco, em 19 de dezembro de 1912, Allan e Malcolm Lockheed fundaram a Alco Hydro-Aeroplane Company,  mais tarde renomeada Lockheed Aircraft Company.

Anos  mais tarde, no auge da "guerra fria", o Lockheed U-2 tornou-se incontornável no que toca às aeronaves desta "marca". Um dos mais míticos "aviões-espião" do mundo.

Munida de mecânicos talentosos, estabeleceu-se inicialmente a partir de uma garagem, na construção de hidroaviões que quebram recordes de velocidade e distância para voos sobre a água.
Em 1995, a Martin Marietta e a Lockheed procederam a uma fusão em partes iguais – nascendo assim uma das maiores empresas aeroespaciais, de defesa e tecnologia do mundo, a Lockheed Martin.

Tal como o U-2, o Lockheed SR-71 Blackbird tornou-se, muito provavelmente, num dos mais extraordinários aviões militares de toda a história, quer pelo arrojo das suas formas, como pelas suas performances ainda hoje intactas.

"Temos uma história e tradição ricas na definição de novos mercados. Definimos o transporte aéreo moderno de passageiros com o Constellation, que mais tarde se tornou o primeiro avião designado Air Force One; construímos a primeira nave espacial dos EUA, a primeira a pousar noutro planeta; instalámos os primeiros computadores de controlo de tráfego aéreo e que hoje monitorizam 60 por cento do tráfego mundial; inventámos a primeira aeronave furtiva, e hoje estamos a entregar o único caça de 5 ª geração (N R: F-22). Temos uma história rica e um futuro brilhante, porque nunca nos deixámos de focar na inovação!”, referiu Bob Stevens, Chairman da Lockheed Martin.
As comemorações do centenário da Lockheed Martin continuarão ao longo de 14 meses. Durante esse período, a empresa irá destacar 100 histórias dentro da sua centenária história.

Em Portugal, voam na Força Aérea além dos C-130 e P-3 também de fabrico da Lockheed Martin, os F-16AM que são hoje a ponta de lança da arma aérea nacional.

Com sede em Bethesda, Maryland District, a Lockheed Martin é hoje uma empresa aeroespacial que emprega cerca de 123.000 pessoas em todo o mundo e se dedica principalmente à investigação, concepção, desenvolvimento, fabrico, integração e manutenção de sistemas avançados de tecnologia, produtos e serviços na área da aviação e espaço. As vendas líquidas da corporação em 2011, ascenderam a 46,5 mil milhões de dólares.

O futuro da aviação de caça já tem nome: Lockheed Martin F-35 Lightning II, o segundo caça de 5ª geração de fabrico da Lockheed Martin.                                                                  Foto: Lockheed Martin

 
Fonte: Lockheed Martin com adaptação Pássaro de Ferro.

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>