quinta-feira, 31 de maio de 2012

ROMÉNIA ADMITE INTERESSE EM F-16 PORTUGUESES (M658 - 53PM/2012)


15130 - um dos F-16 nacionais listado para venda

Após sondagens do Ministério da Defesa paquistanês, acerca das condições de venda dos 10 F-16 nacionais que estão no mercado para venda desde 2007, e que acabaria por gorar-se, surge na imprensa internacional, o interesse declarado da Roménia na aquisição de F-16 de Portugal e/ou Holanda.
Rumores deste interesse que circulavam já há alguns meses por comprovar, tiveram agora a confirmação do próprio Ministro da Defesa romeno, Corneliu Dobritoiu, que alega ainda preferir as aeronaves europeias às inicialmente consideradas de excedentes da USAF, embora salvaguarde que tudo está ainda em aberto.
Técnicos romenos estão já a avaliar as condições das aeronaves, as necessidades de atualizações, os custos e a viabilidade económica da operação.
O Estado Português tem à venda 10 unidades (despacho do Ministro da Defesa Nacional de 31 de outubro de 2007 definindo mesmo os números de cauda das aeronaves a alienar: 15125, 15126, 15127, 15139, 15128, 15129, 15130, 15137, 15131, 15138 ou 15140 - entretanto acidentado). Estas unidades pertencem todas ao programa de aquisição Peace Atlantis II, referente a modelos F-16A Bloco 15 com cerca de 3000 horas de voo cada, adquiridos em 1998 aos EUA a partir de excedentes da USAF e modernizados em Portugal para o padrão MLU, em condições vantajosas.
A Holanda por sua vez, que já vendeu 36 unidades usadas ao Chile e 6 outras à Jordânia, prepara-se para colocar no mercado mais 16 unidades das 68 que possui no ativo atualmente (todas MLU). Esta decisão inclui ainda o encerramento dos esquadrões baseados em Leeuwarden. A notícia que alegadamente só deveria ser revelada depois das eleições no país em setembro, acabou por transpirar para a comunicação social, tal como a razão para esta medida, que estará relacionada com os custos do programa F-35, a aeronave que deverá substituir gradualmente os F-16 na RNAF.
A vontade de alienar aeronaves F-16 por parte de Portugal e Holanda, vai por isso ao encontro dos interesses da Roménia, que as pretende adquirir até 2015, quando se esgota o potencial de voo das atuais aeronaves em uso nas mesmas funções naquele país.
O número avançado pelo MD romeno aponta para as 48 unidades, pelo que a confirmar-se o negócio, poderá eventualmente vir a estar envolvido um terceiro país com F-16 da mesma geração para venda.




0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>