domingo, 25 de maio de 2014

EX-PILOTO DO X-15 MORRE AOS 83 ANOS (M1596 - 171PM/2014)

Bill Dana em frente ao X-15     Foto: NASA

O famoso piloto de testes Bill Dana, que voou o avião-foguete X-15, bem como outras aeronaves pioneiras durante o alvor da idade espacial, faleceu em Phoenix a 6 deste mês. Tinha 83 anos de idade.

Começando nos anos 1950, Dana acumulou mais de 8000 horas em mais de 60 tipos de aeronaves, desde helicópteros e planadores, até ao mítico avião hipersónico X-15, que voou a uma altitude de quase 59 milhas (cerca de 95 km), atingindo 3897 mph (cerca de 6200 km/h).

Em 2005 recebeu as asas de astronauta civil por dois desses voos no limiar do espaço - quase 40 anso depois dos seus voos no X-15 - uma vez que na época a NASA não atribuía asas de astronauta aos seus pilotos. Dana também pilotou o X-24 Lifting Body da NASA, que levaria à conceção do Space Shuttle anos depois.

Dana nascem em Pasadena, Califórnia, tendo crescido em Bakersfield, onde se apaixonou pela aviação ainda criança: "Lembro-me de ver os B-25 e P-38 a sobrevoar-me no início da II Guerra Mundial e havia alguma coisa de glorioso e entusiasmante naquelas máquinas de guerra. Sentia-me atraído por esse mundo e nunca perdi a ambição de voar naqueles aviões" disse numa entrevista à revista Space/Smithsonian em 1997.
Dana viria a fazer a sua formação em West Point, tornou-se um oficial da USAF e foi piloto de caça na guerra da Coreia. Mais tarde realizou um curso superior em engenharia aeronáutica na Universidade do Sul da Califórnia, tendo sido contratado como engenheiro de investigação aeronáutica na Base de Voo de Alta Velocidade da NASA no deserto Mojave - agora chamado Centro de Investigação de Voo Armstrong - em 1958. 
Tornou-se piloto de testes no ano seguinte.

Os voos no X-15 forma sem dúvida o ponto alto da sua carreira, devido às extraordinárias performances da aeronave, confessou Dana na mesma entrevista de 97. O seu primeiro voo voo durou apenas 10 minutos mas quase o ia deixando inconsciente: "o avião tinha um grand emotor e muita aceleração e as coisas aconteciam muito, muito depressa. Na verdade só consegui controlar o avião quando baixei para mach 2, a que já estava habituado a voar em caças".

Ao longo dos anos, Dana carregou os perigos da sua profissão com competência: "há toda uma equipa de engenheiros dentro da sala de controlo, a observar cada movimento que fazes e o meu medo era de fazer alguma coisa que pudesse envergonhar-me aos olhos dos meus pares. Era esse o meu medo" disse ainda à Air&Space Magazine. "Não me lembro de ter medo de morrer".

Um ataque cardíaco obrigou-o a deixar de voar, mas em 1993 viria a tornar-se engenheiro-chefe do Centro. Aposentou-se depois em 1998, tendo ainda trabalhado a escrever histórias de alguns dos seus programas. Durante os cortes de orçamento chegou a abdicar do seu salário e trabalhou como voluntário no gabinete do centro histórico, segundo informação da NASA.

Fonte: Huffington Post
Tradução: Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>