quarta-feira, 20 de março de 2013

QUANDO UM F-15 ISRAELITA ATERROU SÓ COM UMA ASA (M918 - 25AL/2013)



Esta história remonta a 1983. Tem então 30 anos mas o protagonista permanece nos céus, provando de que "fibra" é feito e de como no tempo da Guerra Fria os aviões eram concebidos para enfrentar tudo e mais alguma coisa. 
Em 1983,  Zim Nadivi, um piloto da Força Aérea Israelita terá vivido o seu pior pesadelo quando num voo de treino, o seu F-15 embateu contra um A-4 Skyhawk, com o qual se encontrava a "lutar". Em resultado da colisão, o caça F-15 perdeu uma das suas asas - a direita.   
Devido aos fumos intensos o piloto e seu navegador Yehuar não tinham ideia do que lhes tinha acontecido e muito menos que voavam apenas com uma asa. 
Como apesar das dificuldades conseguiram controlar o avião, optaram por não se ejetar e prosseguiram para a sua base para uma aterragem de emergência. 
Só com o avião pousado é que eles tiveram a perceção do que lhes tinha acontecido e em que condições chegaram e lograram aterrar.  O piloto Ziv Nadiv, ao inclinar-se para trás para cumprimentar o seu navegador, percebeu que a asa da aeronave, do lado direito não estava lá...

Vale a pena ver um vídeo que reconstitui o acontecido. 



Fonte: Aviatime
Adaptação: Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>