terça-feira, 19 de março de 2013

B-52 SOBRE A PENÍNSULA COREANA (M917 - 80PM/2013)

Boeing B-52 Stratofortress em reabastecimento aéreo    Foto: Christopher Bush/USAF
Na sequência das ameaças nucleares da Coreia do Norte à sua congénere do Sul, os EUA confirmaram prontamente o seu apoio ao sistema anti-míssil dos seus aliados de longa data. 
As medidas contudo, não se limitaram a meras ações defensivas, como revelou o porta-voz do Ministério da Defesa sul-coreano, fazendo menção aos bombardeiros estratégicos B-52, de capacidade nuclear, que têm sobrevoado a península Coreana, integrados num exercício conjunto dos dois países.
Apesar de oficialmente em missões de treino, a presença dos B-52 é um sinal claro do empenhamento americano em marcar uma posição relativamente às ameaças de Pyongyang. Isso mesmo foi confirmado por um alto funcionário do Pentágono, que reafirmou ainda o empenhamento dos EUA em travar a Coreia do Norte, apesar dos fortes cortes em curso na Defesa.
Do lado de Seoul, a presença dos B-52 é considerada pelo Ministério da Defesa como "um sinal de que o guara-chuva nuclear norte-americano pode ser fornecido quando necessário", adiantando ainda que os B-52 carregam misseis ar-solo com 3000 km de alcance e acredita-se que ogivas nucleares".
Já os norte coreanos acusam os exercícios militares em curso de serem um obstáculo ao desenvolvimento económico da Coreia do Norte e por isso "um estado de hipertensão instalou-se nestas terras".

Canhão anti-aéreo Phalanx no contratorpedeiro USS Lassen durante o exerc. Foal Eagle  Foto:Ricardo Guzman/US Navy
 Um Super Lynx Mk.99 sul coreano aterra no contratorpedeiro ROKN Yul Gok Yi I   Foto:Ricardo Guzman/US Navy

O exercício Foal Eagle tem vindo a decorre desde o início do mês, tendo os B-52 voado a partir da base aérea de Andersen na ilha de Guam no Pacífico ocidental.


2 Voaram em formação:

Regina Lima disse...

A coreia do norte jamais venceria uma gerra contra os aliados. Porem uma gerra na coreia do norte levaria a Coréia do sul a poeira. E outros países da região também. Por isso não bombardearam ainda. Mais vejo que é questão de tempo pro estads Unidos fzer um ataque preventivo.

Regina Lima disse...

A coreia do norte jamais venceria uma gerra contra os aliados. Porem uma gerra na coreia do norte levaria a Coréia do sul a poeira. E outros países da região também. Por isso não bombardearam ainda. Mais vejo que é questão de tempo pro estads Unidos fzer um ataque preventivo.

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>