domingo, 20 de maio de 2012

PORTUGAL AIR MEETING 2012 - MAIA (o rádio modelismo) (M651 - 48PM/2012)

Verdadeiro ou brinquedo?

Se não podes ir ao Tiger Meet, o Tiger Meet vem até ti

O controlo absoluto de máquinas não tão pequenas quanto isso

Modelos históricos que deu gosto ver

A fila para as exibições de voo encabeçada por um Broussard de cores nacionais

Acreditem ou não é um paraquedista RC e um avião RC

Tal como os modelos apresentados os pilotos presentes foram brilhantes

Mais um modelo com muita história: um quadrimotor da II Grande Guerra, o Handley Page Halifax

As acrobacias com modelos foram dignas das melhores patrulhas "a sério"

Um F-86 passa sem receios pelos Yak-52 dos Smokewings

Até o Cdt Luís Garção ficou impressionado pela "concorrência" do mini Extra 300

Pormenores de classe puderam ser observados nalguns modelos

Seria de esperar que com tanto realismo também houvesse uma ejeção mas foi mesmo falha técnica

A necessária manutenção para colocar os jatos a voar

Um dos modelos de conceção do próprio piloto

No que aos modelos de rádio controlo diz respeito, o Portugal Air Meeting foi um verdadeiro desfile de aeronaves a variar entre o exótico e o histórico. Pinturas especiais (com especial incidência nas Tiger), aeronaves inventadas e muito talento, tanto na construção dos modelos como na pilotagem dos mesmos.
Presentes estiveram alguns dos pilotos mais conceituados a nível europeu e mundial e a mestria que demonstraram na exibição das suas aeronaves não deixou dúvidas a ninguém, quanto ao merecimento dos seus créditos.
Os paraquedistas telecomandados foram outro ponto curioso do evento, chegando mesmo a equivocar os menos atentos, se se tratava de modelos ou realidade, à semelhança aliás, de muitos dos aviões que desfilaram pelo aeródromo de Vilar de Luz.Os aviões movidos a turbina, além da rapidez que alcançam (mais de 300km/h) impressionaram também pelo próprio ruído, muito similar ao dos reais.
A nível nacional, destaque ainda para o F-16 com pintura especial dos 50 anos da BA5, conhecido como "o Sabre", agora imortalizado no modelo pertença de um dos elementos da organização e que embora ainda não estando pronto para voar, despertou o interesse do muito público que passou pelo átrio do edifício de comando do aeródromo.
Este tipo de eventos é sem dúvida interessante, tanto para modelistas como para aficionados da aviação, ou simples curiosos. E alguns dos modelos permitem mesmo uma "terapia de substituição" se os aviões reais não se podem ver todos os dias, ou mesmo já não existem.
A ilusão e divertimento que proporcionam, garantem algumas horas bem passadas.
A Organização está de parabéns e a fasquia colocada este ano vai tornar a próxima edição com certeza um desafio maior.

O stand de vendas do Pássaro de Ferro junto ao modelo à escala do "Sabre" da capa do livro "F-16 Falcões e Jaguares"


0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>