sexta-feira, 23 de março de 2012

SEA SAND STORM (M621-27PM/2012)


Se a imagem satélite de uma tempestade de areia no mar pode ser bonita de ver, já o mesmo fenómeno para quem está  abordo de um porta-aviões, ou nele tem que aterrar, não deverá dizer o mesmo.
Foi isso que sucedeu recentemente na 5ª Esquadra Americana destacada no Mar Arábico.

Foto: James Evans/US Navy

Foto: James Evans/US Navy

Foto: James Evans/US Navy

O porta-aviões USS Carl Vinson e as suas aeronaves foram literalmente engolidos pelo ambiente sinistro causado pela enorme massa de partículas levantadas da Península Arábica e projetadas sobre o mar pelos ventos da região.
Se o mar é um meio inóspito e instável por natureza, uma tempestade de areia é uma dificuldade acrescida. Ser marinheiro não é fácil...
Quem tem que limpar tudo no fim, que o diga!

Foto: George Bell/US Navy

Foto: George Bell/US Navy

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>