domingo, 27 de março de 2011

C-295 DA FA NO HERMES 2011 (M485-15AL/2011)

C-295 da Força Aérea, em voo sobre o mar.

A Força Aérea Portuguesa (FA), uma vez mais, foi chamada a cumprir com a sua  missão, ao participar activamente na operação Hermes Extention 2011, levada a efeito pela agência europeia “Frontex”.
Esta participação consubstanciou-se na presença de um avião C-295 operado pela Esquadra 502 – Elefantes que desde finais de Fevereiro faz o patrulhamento das águas do Mediterrâneo, a partir de Itália.
Esta operação à escala europeia, visa efectuar o controle da imigração ilegal, detectando, seguindo e identificando alvos que tentem dar entrada na União Europeia de forma  ilícita, bem como detecção de redes criminosas que possam fazer perigar a segurança europeia.
Esta situação, é tanto mais grave e até urgente, quanto as recentes convulsões que ocorreram em países do Norte de África – Tunísia, Egipto, agora a Líbia – bem como a extrema volatilidade da situação argelina e até marroquina, potenciam fenómenos de imigração em “larga escala”, sempre de forma ilegal e cujas consequências sociais na Europa são sempre bastante delicadas, de difícil trato e que urge prevenir. Um certo efeito “dominó” é desencadeado, quando as expectativas dos imigrantes se desfazem na crise europeia, alimentando, tudo, a fogueira dos radicalismos.
O papel “vigilante” do nosso C-295 está, portanto, traçado e amplamente justificado, no plano do bem comum. Nas missões de patrulhamento, segue sempre  um elemento do SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, para além da tripulação do aparelho, cuja operação dos sistemas da aeronave permite potenciá-la, demonstrando assim a importância que este moderno meio aéreo tem, presentemente, na FA, já pormenorizadamente dissecado aqui.
Recentemente, o C-295 regressou à BA 6 para rotação de tripulações e para rigorosas inspecções à aeronave e seus sistemas, depois de praticamente 60 horas de voo cumpridas em missões sobre uma vasta área do Mediterrâneo.
Esta missão, de índole europeia, como já se disse, não escamoteia o papel que Portugal desempenha como país do flanco Sul-Sudoeste da Europa, que sofre também com a imigração ilegal, pelo que o desempenho do C-295 é importante, também no plano estritamente nacional, precavendo situações que são potencialmente geradoras de problemas e tensões sociais.

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>