sábado, 20 de setembro de 2014

FRANÇA AO ATAQUE NO IRAQUE (M1678 - 223PM/2014)

Configuração com duas GBU-12 em cada asa       Foto:MD

Após o primeiro ataque já com apenas uma GBU-12 em cada asa        Foto:MD

A 19 de setembro de 2014, por ordem do Presidente da República francesa, foi realizada uma operação militar aérea dirigida contra o grupo terrorista Daech. A operação destinou-se a destruir a partir do ar, um depósito de apoio logístico da Daech avistado na região de Mossul, durante as missões de reconhecimento e inteligência realizadas durante a semana transata.

À descolagem em Al Dhafra       Foto:MD

A descolagem do KC-135FR para os reabastecimentos aéreos   Foto:MD

Reabastecimento após o primeiro ataque      Foto:MD

No decurso desse voo de cinco horas, a parelha de Rafale do Armée de L'Air foi reabastecida em voo três vezes por um C-135FR. Os caças franceses equipados com pods designadores de alvos Damocles, Largaram a sua carga letal constituída por quatro bombas guiadas a laser GBU-12, entre as 9:40 e as 9:58.

A colocação das GBU-12 nos pylons das asas     Foto:MD

O Atlantique 2 usado como plataforma de infromação e inteligência      Foto:MD

O avião de patrulha marítima Atlantic 2 levou a cabo uma missão que durou 10 horas, coordenada com a dos Rafale .Os seus equipamentos permitiram gerir a informação da missão e efetuar a verificação dos danos realizados (Battle Damage Assessment - BDA), transmitindo imediatamente ao centro de planificação e comando de operações em Paris. 

Alvo antes e depois do ataque    Foto:MD

Durante esta missão a equipa de busca e salvamento em combate (CSAR), ou seja a capacidade de resgatar pilotos caídos em zona hostil, foi assegurada por meios americanos. 

Dassault Rafale da Esq. de Caça 3/30 com pod de reconhecimento      Foto:MD

De acordo com a vontade do Presidente (francês), novos ataques terão lugar nos próximos dias, para apoiar as forças iraquianas na luta contra Daech. Os ataques serão novamente realizados em estreita colaboração com as autoridades iraquianas, assim como com os aliados ocidentais presentes no teatro de guerra.

O pod RECO NG             Foto:MD

Dois Rafale da Esquadra de Caça 3/30 "Lorraine" realizaram igualmente ontem (19/9) um voo de reconhecimento, equipados com o pod RECO NG, novamente acompanhada e coordenada com  Atlantique 2, para recolha e transmissão de informação acerca das posições dos comabtentes da Daesch. Mais voos de reconhecimento serão realizados durante os próximos dias, a partir da base francesa de Al Dhafra.




0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>