domingo, 19 de janeiro de 2014

MIRAGE III: PEDIU EM COR DE ROSA? (M1388 - 22PM/2014)



Há histórias que resistem ao tempo e esta é digna de figurar entre as que provam o que se pode chegar a fazer entre esquadras "rivais".

Numa festa em 1979 na Base Aérea 110 do Armée de L'Air em Creil, França, o pessoal de terra da Esquadra 1/10 "Valois", com o beneplácito do comandante, resolveram pregar uma partida aos seus camaradas da Esquadra 2/10 "Sena". Numa noite, todos os participantes pintariam o Mirage IIIC com número de cauda 55 10-RO de... cor de rosa!

Para conseguir a façanha foi necessária a colaboração de várias pessoas, incluindo o Oficial de Dia piloto da Esq 1/10, que distraiu o outro Oficial de Dia pertencente à Esq 2/10, as Forças Aéreas Estratégicas, que cederam as suas instalações na Base Aérea 110 e o comando da manutenção que retiraria do hangar a aeronave a receber a nova cor.

Na manhã seguinte, enquanto os pilotos chegavam para as missões de treino previstas, enorme pânico: faltava um avião! Toda a base se lança numa procura do avião perdido, o que não era tarefa fácil, já que esta se encontra submersa numa neblina matinal, pelo que a visibilidade não era a melhor. 9:00 horas... 10:00...  e só às 11:00 quando começou a levantar o nevoeiro é que o comandante da Base viu a aeronave, bem perto do seu gabinete!

O comandante das Esq. 2/10 teve que se resignar e realizar a sua missão no Mirage IIIC pintado de rosa "bom-bom", com um belo bigode a adornar mesmo por trás do radomo.


Poderia pensar-se que a história acabava aqui, mas não. Em janeiro de 1980 quando as duas esquadras "Sena" e "Valois" estavam destacadas na Base Aérea 126 em Solenzara para o treino de tiro, foi a vez da vingança e todo o material de escritório da Esq 1/10 foi mobilizado para o campo de futebol da unidade. Não querendo ficar-se com uma derrota, a Esq. 1/10 decidiu replicar de novo pelas festas de Stº. Eloi desse ano. Decidiram emparedar o gabinete do comandante da Esq.2/10, deixando algumas galinhas lá dentro...

Testemunhos do que a rivalidade entre esquadras é capaz de fazer, perpetuando as tradições e o espírito aeronáutico pelas gerações.

Fonte: The Fying Men
Tradução: Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>