terça-feira, 1 de outubro de 2013

PARAGUAI INTERESSADO NO SUPER TUCANO (M1193 - 284PM/2013)


Embraer A-29 Super Tucano

Em declarações à cadeia televisiva ABC, um oficial da Força Aérea Paraguaia comentou que a escassez de recursos mantém em terra metade da frota de Tucano (de seis adquiridas apenas três estão em condições de voo), queixando-se de que o Paraguai continua sem capacidade para defender o seu espaço aéreo. Apesar do Paraguai ter adquirido radares ELTA 2103 NG 3D de defesa aérea pontual, a limitação do seu alcance, somada à escassez de aeronaves de combate, torna praticamente impossível controlar eficazmente o espaço aéreo daquele país sul-americano.

Perante este cenário, colocou a necessidade de adquirir pelo menos dois radares primários e seis Embraer Super Tucano, a destacar na base de Mariscal Estigarribia (sede de um dos radares necessários). Paralelamente, recomenda uma instalação similar numa base na região oriental.
A Força Aérea Paraguai analisou já várias opções para substituir os seus Tucano, que estão a chegar ao limite de vida útil e carecem das características necessárias para conseguir conduzir interceções em voo com sucesso.

Entre os candidatos estavam os jatos Yak-130 e L-139 ALCA, ambos aparentemente rejeitados por questões orçamentais, ficando assim o turbo-hélice de fabrico brasileiro como principal candidato a suceder o seu irmão mais velho Tucano, com as cores paraguaias.

Fonte: Infodefensa.com
Tradução e adaptação: Pássaro de Ferro


0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>