domingo, 15 de maio de 2011

CINCO ANOS DE PÁSSARO DE FERRO (M502 - 24AL/2011)

Editorial
-
Quando às 19:40 do dia 15 de Maio de 2006 editei o primeiro texto do Pássaro de Ferro, estaria longe de imaginar que, volvidos 5 anos, a sua dimensão e importância no mundo da aviação (sobretudo a militar) em Portugal seria a que é e, confesso, talvez não tenha projectado a sua duração até aqui, dada a efemeridade da blogosfera e, conceda-se, ao carácter muito estrito/balizado que é o mundo da aviação, sobretudo a militar.
Contudo, hoje, o Pássaro de Ferro é um projecto consolidado e sério, não sendo ousado afirmar que é uma autêntica "revista online" sobre aviação, com pelo menos duas edições semanais. Não é um mero site/blog onde se descarregam fotografias, é um espaço onde se escreve sobre um "mundo" e onde tudo é planeado e pensado e onde algumas edições levam várias horas a ser concebidas e, por muito inverosímil que pareça, algumas são planeadas com vários dias e até semanas de antecedência.
Quanto a números e porque eles são incontornáveis a quem se expõe publicamente, e em traços largos a história desta meia década reza assim:
No final do primeiro ano, o Pássaro de Ferro tinha pouco mais de 6 mil visitas; no segundo, pouco mais de 15 mil; no terceiro cerca de 28 mil; no quarto  65 300 e hoje, dobrados os  cinco anos, mais de 110 mil visitas únicas.
O número de páginas consultadas reflecte, também, a crescente busca de informação ou simples leitura "sobre aviões" que é, de facto, o que aqui se trata!
Se no primeiro ano o número de páginas visitadas rondou os 14 mil, cinco anos depois, esse número está acima das 236 mil. Mais de 500 edições e já alguns milhares de fotografias depois, quase 44 mil horas online.
Relativamente a quem faz este espaço, não posso deixar de agradecer a todos os que de alguma forma com ele já colaboraram  e cujos nomes constam de uma lista de quase uma vintena de pessoas, consultável na coluna lateral direita.
Obrigatório é um agradecimento fundamental ao Paulo Mata (neste momento em Cambrai a acompanhar o NTM2011) que abraçou, comigo e praticamente desde a primeira hora este projecto e que, sem ele, não se teria chegado aqui, quanto mais não fosse (muito) pela excelência do seu trabalho fotográfico e pela sua dedicação e empenho na consolidação desta marca.
Agradecimento também ao Rui Ferreira e ao José Matos, colaboradores frequentes, num registo mais "histórico", mas importante para a qualidade que este espaço conquistou.
A 1 de Outubro de 2009, surge o Pássaro de Ferro-Operations, um espaço onde são publicadas as reportagens em "larga escala" que a dupla do "comando" vai fazendo e publicando em revistas da especialidade como a "Mais Alto", "Sírius", "Avion Revue" e "Air Forces Monthly" e que neste ano e meio de vida tem já mais de 10 mil páginas consultadas.
Obrigado a todos os que nos seguem, preferem e divulgam, em Portugal e no mundo, sendo que a sua presença escrutinadora nos obriga a perseguir sempre, a máxima qualidade e até profissionalismo no nosso trabalho.
Há 5 anos como hoje, o lema mantém-se firme, entusiasmado como no primeiro dia e sem cedências: Paixão pela aviação!

1 Voaram em formação:

Anónimo disse...

Caros Pássaro-Ferrosianos,

É para mim uma subida Honra dizer, invariávelmente à boca cheia, que faço parte do Pássaro de Ferro, não só por me identificar com o projecto mas também, e sobretudo, por ter a Honra e ao mesmo tempo o Privilégio de ver escritos meus publicados por diversas vezes nas suas páginas.

Na verdade, e ainda assim, isso de dizer que faço parte do Pássaro de Ferro não é correcto, pois considero que a "Alma Matter"
do Pássafo de Ferro são os seus incansáveis Comandantes, António Luís e Paulo Mata, eles sim são quem dá não só a Alma como o Corpo, e o Rosto, por aquele que se tornou em 5 anos num dos ícones para todos os que se identificam com a Nossa Aviação Militar, e não só, ou, genéricamente com a "doença comichosa" dos aviões, a quem gosto também de chamar: Aerotranstornados.

A eles, ambos os Comandantes, a Honra e o Aplauso de todos nós, para um projecto que continua a ser único no ciberespaço,
que prima pela seriedade e honestidade de actos e intenções, e que, assim o desejo, continuem no mesmo sentido, com a mesma
coerência e fidelidade ao projecto que representam.

O meu agradecimento muito especial a todos quantos me ajudaram e estão a ajudar nos poucos escritos passados e futuros, mais ainda,
a todos quantos, Dédalos e Ícaros, fazem voar e voam, os Pássaros de Ferro, razão de existir deste espaço de Amigos.

Rui "A-7" Ferreira

«O Legado que vamos deixando para os Outros, na História, história e estórias que vamos partilhando sem esperar retorno, constrói-se em Vida.
Com a Partida, o que para trás fica de nós para os Outros, o que construímos, o que partilhamos, chama-se Imortalidade.»
[autor meu conhecido]

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>