sábado, 30 de novembro de 2013

O B-24 DE FARO - ARQUEOLOGIA DE AVIAÇÃO SUBMARINA (M1297 - 365PM/2013)

Liberator do museu da RAF em Londres

A 30 de novembro de 1943, faz hoje portanto precisamente 70 anos, acidentou-se numa amaragem em frente  a Faro, um bombardeiro americano PB4Y-1 (versão da US Navy do B-24 Liberator), então em plena II Guerra Mundial. Cinco dos tripulantes pereceram no acidente, enquanto outros seis tiveram mais sorte, tendo sido salvos por pescadores portugueses.
A história, incluída no livro de Carlos Guerreiro "Aterrem em Portugal" é por isso já conhecida, mas será lembrada na edição de Domingo do Correio de Manhã, por ocasião da efeméride.




O que talvez não seja tão conhecido, é que os destroços da aeronave são visitáveis, para os adeptos do mergulho arqueológico.
Do sítio de internet da empresa que localizou os destroços e efetua mergulhos guiados ao local pode ler-se o seguinte:

"• Características do local:
destroços do que restou da queda ao mar de um bombardeiro norte-americano perdido na noite, em plena 2ª Guerra Mundial, em 30 de Novembro de 1943. Tratava-se de um bombardeiro quadrimotor B-24 Liberator PB4Y da marinha americana, em patrulha anti-submarina no Golfo de Cádis, com 11 tripulantes a bordo. Seis faleceram no momento da queda, tendo os restantes sido salvos por um pescador que estava por perto naquela noite.
Pode-se ver a estrutura praticamente completa das duas asas, com 34 m de envergadura, em posição invertida. Apesar dos hélices terem sido deslocados, podem-se ver ainda os motores, assim como as cavidades para a recolha do trem de aterragem. A fuselagem, o corpo principal do avião, desapareceu e está ainda a ser alvo de buscas. Em redor há um extenso campo de destroços, donde se destacam dois dos hélices (cujas pás têm quase um metro de comprimento), um rotor do motor e um dos lemes verticais, possíveis de encontrar recorrendo um pequeno exercício de navegação subaquática.

• Fauna:
O B-24 é hoje um belíssimo recife artificial, servindo a estrutura da asa de abrigo a uma verdadeira nuvem de fanecas. As longarinas da estrutura interna da asa são o “condomínio” perfeito para outros peixes e invertebrados: xarrocos, garoupas, cabozes, santolas, galateias, polvos, camarões e um lavagante! Inúmeros safios e ainda algumas moreias residem também neste naufrágio.

• Conselhos de mergulho:
Trata-se de uma estrutura de alumínio, com uma corrosão já bastante avançada em alguns pontos, e como tal muito frágil. Além disso é um monumento a todos os que combateram na 2ª Guerra, além de uma sepultura para os 6 jovens tripulantes que ali faleceram. Hoje constitui um oásis de vida no extenso areal que o cerca e por tudo isto deve ser por todos nós preservado. Desta forma, não se joga âncora, sendo unicamente colocada uma bóia de marcar, cujo cabo servirá unicamente como referência visual para a descida.
Trave a descida, controlando bem a flutuabilidade de forma a não “aterrar” em cima do avião! Explore com cuidado, devagar e ao pormenor a estrutura da asa. Há imensos detalhes que é necessário observar com atenção. Em seguida, dirija-se à extremidade sul da asa onde se encontra um cabo que liga ao estabilizador horizontal da cauda. Seguidamente, volte à asa e se ainda tiver tempo de fundo, ar e uma bússola, siga no rumo indicado pelo guia, em direcção aos restantes destroços. Este é um daqueles mergulhos em que a nossa curiosidade e capacidade de navegação podem ser postas à prova."

Foto: Hidroespaço
Foto: Hidroespaço

Esquema do local de mergulho:



Mais informações no sítio da Hidroespaço:
http://www.hidroespaco.com/saidas_onde.php?content&id_zona=5&id=11





0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>