sexta-feira, 1 de março de 2013

SUPER TUCANO PARA OS EUA (M896 - 63PM/2013)


EUA e Super Tucano: finalmente uma decisão que parece ser final          Foto:Embraer

A Força Aérea dos EUA (USAF) anunciou dia 27 de fevereiro de 2013, a seleção do avião de combate A-29 Super Tucano, da Embraer Defesa e Segurança, para o programa LAS (Light Air Support), ou Apoio Aéreo Leve. A aeronave será fornecida em parceria com a Sierra Nevada Corporation (SNC) e utilizada para missões de treino avançado de voo, reconhecimento aéreo e apoio aéreo tático. Após um rigoroso processo de licitação, a USAF considerou que a Embraer Defesa e Segurança e a SNC apresentaram a melhor proposta para cumprir a missão LAS.
“Esta escolha confirma que o A-29 Super Tucano é a aeronave mais efetiva para as operações LAS. Estamos prontos para começar a trabalhar e honrados em poder apoiar o governo dos Estados Unidos e seus parceiros com a solução de melhor custo-benefício”, disse Luiz Carlos Aguiar, Presidente  da Embraer Defesa e Segurança. “O nosso compromisso é avançar com a estratégia de investimentos nos Estados Unidos e entregar o Super Tucano no prazo esperado e conforme o orçamento contratado.”
“O programa Light Air Support é essencial para os objetivos dos Estados Unidos no Afeganistão e para a nossa segurança nacional. É uma grande honra servir ao nosso país fornecendo aeronaves, treino e suporte para este programa”, disse Taco Gilbert, Vice-Presidente de Soluções Táticas Integradas da área de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento da SNC. “O A-29 Super Tucano é a aeronave ideal para o programa LAS, cuja missão é crítica e a necessidade é premente.”
O contrato, no valor de 427M USD, inclui 20 aeronaves de apoio aéreo tático, equipamentos para treino de pilotos no solo, peças sobressalentes e apoio logístico. As aeronaves  serão construídas em Jacksonville, Flórida.

A moderna cabine do A-29 Spuer Tucano         Foto:Embraer

O Super Tucano é um potente avião turboélice, robusto e versátil, capaz de executar uma ampla gama de missões, que incluem ataque aéreo leve, vigilância, interceção aérea (a aeronaves de baixa velocidade - slow movers)e contra-insurgência. A aeronave está em operação em nove forças aéreas por todo o mundo e, há mais de cinco anos, emprega armamentos inteligentes, de última geração, em missões operacionais reais. Com mais de 190 encomendas e mais de 170 unidades entregues, o Super Tucano já superou a marca de 180 mil horas de voo e 28 mil horas de combate. A aeronave está equipada com avançadas tecnologias em sistemas electrónicos, eletro-óticos, infravermelhos e laser, assim como sistemas de rádio seguros com ligação de dados e uma inigualável capacidade de armamentos, o que a torna altamente confiável e com excelente relação custo-benefício para um grande número de missões militares, mesmo em pistas não pavimentadas e ambientes hostis. Essas características, juntamente com sua experiência comprovada em combate, fazem do Super Tucano a escolha lógica para a missão LAS.


Sobre o Programa LAS

A missão LAS exige uma solução já desenvolvida que ofereça versatilidade, capacidade e resistência operacionais necessárias em um ambiente de contra-insurgência, a um custo significativamente menor do que o dos jatos de caça. A aeronave deve oferecer ferramentas de inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR); ter capacidade para uma grande variedade de munições (incluindo armas guiadas de precisão); e operar em terrenos com infraestrutura precária e em condições rigorosas.

Embraer  A-29 Super Tucano da Colômbia         Foto:Embraer

Sobre a Embraer Defesa e Segurança

Com mais de 40 anos de experiência no fornecimento de plataformas e sistemas superiores para Forças Armadas de todo o mundo, a Embraer Defesa e Segurança tem presença crescente no mercado global e cumpre papel estratégico no sistema de defesa do Brasil. O portfólio da Embraer Defesa e Segurança inclui aviões militares, tecnologias de radar de última geração, veículos aéreos não tripulados (VANT) e sistemas avançados de informação e comunicação, como as aplicações de Comando, Controle, Comunicações, Computação e Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (C4ISR). Os aviões e as soluções militares da Embraer estão presentes em mais de 50 forças armadas de 48 países.

A-29 Super Tucano da República Dominicana em voo    Foto:Embraer

O anúncio da vitória da aeronave da Embraer nos EUA, surge mais de um ano depois de ter também ganho um anterior concurso, impugnado pelo concorrente derrotado com o Hawker Beechcraft Harvard II, numa primeira fase e a posterior anulação do concurso pela USAF, no início de 2012.
A presidente do Brasil Dilma Rousseff, visitaria oficialmente os EUA em abril do mesmo ano, onde o tema terá estado com certeza em discussão no encontro com Obama, tal como o concurso para caça avançado da Força Aérea Brasileira, ao qual concorre a Boeing com o F/A-18 Super Hornet.
A "novela" da aquisição das aeronaves de ataque leve da USAF, parece contudo desta vez ter chegado ao fim.


0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>