quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

AMERICANOS E ISRAELITAS REALIZAM TREINO CONJUNTO (M885 - 16AL/2013)


 A 86th Airlift Wing e a 435th Contingency Response Groupum realizaram um intercâmbio/treino com a sua congénere de Israel, sediada na Base Aérea de Nevatim, mormente com a Esquadra 103 da Força Aérea de Israel, estacionada naquela base.


O FTD - Flying Training Deployment treinou a capacidade de ambas as esquadras, americana e israelita, e respetivo pessoal de terra e tripulaçõs, no treino de operações de combate. O treino reforçou também as parcerias gerais, neste domínio, entre os dois aliados.
"O objetivo deste treino foi a aprimorar nossos conhecimentos táticos, a implementaçãoção de parcerias e procedimentos conducentes a maximizar a formação bilateral", disse o capitão Raymond Bevivino, piloto da Esquadra de Transporte Aéreo e comandante da missão FTD. "Esta oportunidade permitiu-nos realizar o treino que não é possível fazer e obter em qualquer outro lugar."


Com o mínimo de restrições à altitude e espaço aéreo,  as duas semanas garantiram o treino de muitos dos 37 pilotos envolvidos, cumprindo os requisitos de formação, com vista a mantê-los proficientes em táticas de transporte aéreo de combate.
"Há uma mil e uma coisas que temos de treinar, e existem mais de meia centena de  requisitos semestrais para cumprir num voo de quatro horas", disse o piloto 1 º Tenente Sean Jensen.Já passaram mais de cinco ano desde que a Airlift Wing 86th e a Esquadra 103 da FAI- Força Aérea de Israel treinam juntos. Desde então, a Airlift Wing 86th fez a transição do modelo C-130 E / H para o novo e mais avançado modelo C-130J. A FAI está a prever fazer esta transição no decorrer deste ano.


"Nós voamos com pilotos israelitas, que vão fazer a transição dos seus atuais (C-130E / H) para a versão J. Eles voam connosco e falamos sobre alguns dos nossos procedimentos, bem como as diferentes táticas e as formas/métodos de operação do C-130J ", disse o capitão Brett Polage
O treino em Israel serve, para além da cooperação com a Força Aérea local, para as forças americanas testarem e treinarem em ambientes mais hostis, seja do ponto de vista estratégico, seja do ponto de vista das condições de voo e consubstanciam, deste modo, a cooperação militar entre os dois estados.
 
  
Fonte: USAFE 
Fotos: 2nd Lt. Kay M. Nissen
Adaptação: Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>