segunda-feira, 28 de novembro de 2011

LOCKHEED MARTIN GANHA CONTRATO PARA DESENVOLVIMENTO DE NOVO IRST (M561 - 37PM/2011)


IRST montado na center line de um F-18F (Foto: Lockheed Martin)

Foto: Lockheed Martin


Foto: Lockheed Martin

A Lockheed Martin ganhou o contrato para completar o programa de desenvolvimento do novo sistema Infrared Search and Track (IRST) para a frota F/A-18E/F da Marinha dos EUA.

"O IRST vem alterar as regras do jogo  em combate ar-ar, proporcionando a capacidade de ser o primeiro a ver para poder ser o primeiro a atacar", segundo Paul Hey, Gestor Sénior do programa, dentro do departamento de Mísseis e Controlo de Fogo da Lockheed Martin. "O IRST trabalha em conjunto com o radar do avião de modo a ampliar a performance da totalidade do sistema de armas, mesmo num ambiente empastelado (NT: jammed), permitindo ao avião de guerra enfrentar ameaças com uma alta probabilidade de sucesso.

O IRST é um sensor passivo de infravermelhos de onda longa, que procura e detecta fontes de calor dentro do seu largo campo de busca, proporcionando detecções a longa distância e seguimento de alvos inimigos, em ambientes normais ou sob ataque electrónico. Melhora a consciência situacional (NT: situational aweareness) da tripulação, a letalidade e a sobrevivência, mesmo em ambientes de ameaças intensas, sendo por isso importante tanto defensivamente como ofensivamente. Pode seguir múltiplos alvos ao longo de uma larga área e não é afectado por ataques electrónicos ou empastelamento de radar. A precisão do sistema IRST (40 vezes mais exacto que um radar) permite-lhe ainda distinguir alvos estreitamente espaçados, mesmo a longas distâncias. Esta informação pode ser combinada com informação proveniente de outros sistemas de bordo, ou ser utilizada isoladamente, de modo a aumentar a consciência situacional do piloto. Pode ser montado em vários suportes, directamente na fuselagem, ou em pylons nas asas.

Este IRST avançado tem como base a tecnologia da Lockheed Martin do modelo AN/AAS-42 já utilizado e comprovado na plataforma F-14D em mais de 200.000 horas de voo. Actualmente a produzir unidades IRST para versões internacionais do F-15, a Lockheed Martin subcontratou a Boeing para desenvolver uma unidade IRST para os F-15C da Força Aérea dos EUA. 

IRST montado na center line de um F-15C da USAF  (Foto USAF)

O IRST da frota F/A-18E/F da Marinha dos EUA, está previsto entrar em serviço operacional em 2016.

Fonte: Lockheed Martin

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>