quinta-feira, 4 de junho de 2009

Memória do tempo

Para muitos, com eu, foi o começo. Foi aqui que começamos a perceber alguma coisa do assunto. Foi aqui que a aviação militar ganhou para nós clareza. A colecção chamava-se Aviões de Guerra e tinha sido lançada no Brasil pela Nova Cultural em meados de 1986. Uns meses depois chegou a Portugal. Eram 120 fascículos. Em cada fascículo tinha um dos aviões de combate mais importantes do mundo com desenhos grandes e detalhados nas páginas centrais. Depois trazia ainda texto, emblemas de esquadrões, números de série, tabelas de desempenho, diagramas de reconhecimento, vistas em corte e desenhos das cabines. Cada fascículo era uma descoberta. Com zonas de guerra, técnicas de combate aéreo e perfis operacionais. O autor era o Bill Gunston.


Na mesma altura começaram também a surgir no mercado uns guias mais pequenos sobre armas no geral. Estes pequenos guias não tinham tanto para dar como a colecção de cima, mas eram mais diversificados nos temas. Foram publicados mais de 60.

Já passaram 20 anos, mas ainda me lembro como se fosse hoje. Dos primeiros fascículos. Do Harrier, do Tornado, do F-15. De toda essa miscelânea de aparelhos. Dos desenhos em raios-X, dos diagramas de capacidade de armamento. Aprendi muito, gastei também muito dinheiro, mas fiquei igual. De nada me valeu o investimento, a não ser pelo gosto de saber.

7 Voaram em formação:

António Luís disse...

Bem vindo de novo, caro Zé!
Também gastei muito dinheiro em ambas as colecções que referes.
Lembro-me de quase ter "desmaiado" quando a dada altura, no fascículo dedicado ao inevitável SLUF, ter aparecido uma fotografia do 5504, ainda pintadinho de branco nas superfícies inferiores.
De resto, todas as semanas era a mesma expectativa e religiosamente lá ia eu à já extinta papelaria "Patinhas", na base de uma das três torres aqui da "velha" Solum em Coimbra.

Luis Pacheco disse...

Ainda tenho quase todos os nºs dos "Aviões de Guerra". O poster da praxe era sempre um regalo para a vista.

S7alker disse...

Saudações.
Aviões de Guerra... Ainda me lembro quando me compravam volumes disso quando eu fazia bem as minhas tarefas XD. Era cachopito na altura, mas o fascínio já lá estava. Até à pouco tempo ainda via com algum humor o fascículo em que falavam do Tu-26 (agora sabemos que é o Tu-22M, mas na época...). Já nem sei onde tenho isso, infelizmente.
Mais tarde fiz, como já disse, a coleção dos Aviões de Combate, a qual ainda vejo pontualmente. Mas não me lmebro de voltar a ver algo tão completo e empolgante com os Aviões de Guerra. Acho que fazia falta algo assim agora, com as cartas de performance, cut-aways e toda essa informação técnica.

Kleber disse...

Também tive ambas as coleções... E S7alker, TU-26 era o terror... rs.
Bons tempos... será que não sai uma republicação, agora trantando-os como clássicos? Eu iria gastar dinheiro novamente. rs.

S7alker disse...

Deveras o terror!!!

Bons tempos, mesmo, e uma boa colecção acerca da temática, nas mesmas linhas, viria mesmo a calhar!

Pedro Ferreira disse...

Ainda tenho alguns desses livros...e estão bem usados,
eram bons tempos esses :)

Abraço

Pedro

renato disse...

Também tive todos... Ainda tenho algumas em minha sala de leitura.... Vou ler alguns pois deu saudades... Bons tempos.....

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>