quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

NOVIDADES NO PREÇO DO F-35... (M1329 - 97AL/2013)


No dia em que a Lockheed Martin entregou o 100º caça F-35 Lightning II para Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), as autoridades governamentais norte-americanas comemoraram o evento, digamos, definindo o preço da aeronave, mas sallientando que o mesmo tenderá a descer..
O centésimo F-35 foi entregue à Base Aérea de Luke, no Arizona, onde servirá como o primeiro avião de treino para pilotos de caça de quinta geração.
O comandante da Força Aérea, o brigadeiro Mark Welsh III, durante uma conferência de imprensa no Pentágono ocorrida no último dia 13 de dezembro, considerou esta  entrega de ”um grande acontecimento para a Força Aérea Americana”.
Welsh comentou ainda sobre a necessidade do JSF para a USAF, uma necessidade que se tornou ainda mais essencial suprir, disse ele, depois que o Departamento de Defesa encerrar a compra dos caças F-22 Raptor.
"O F-22 deveria fornecer superioridade aérea em qualquer ambiente", disse Welsh. Mas com um número reduzido de F-22 para atuar nesta função, o F-35 deverá tomar também esse tipo de missão. 
“O F-35 é necessário para atuar conjuntamente com o F-22 nas missões de superioridade aérea logo no início de um conflito convencional de alta intensidade, para sobreviver contra as ameaças de quinta geração que acreditamos que estarão em atividade em breve”, referiu ainda.
Mesmo tendo em conta as modernizações nos F-15 e F-16, aludiu Welsh, "os caças de superioridade aérea atuais, dificilmente  sobreviverão contra uma ameaça de quinta geração."
O programa JSF - Joint Strike Fighter é o mais caro na história da aviação militar norte-americana . A Força Aérea (USAF) vai voar a variante F-35A , a Marinha (USNavy) vai voar o F-35C , e o Corpo de Fuzileiros Navais (USMarine Corps) vai voar o F-35B. A capacidade operacional inicial para a Força Aérea está marcada para dezembro de 2016.
O programa apresentou contratempos crescentes, que fomos dando nota aqui no Pássaro de Ferro em anteriores edições. Os custos subiram bastante e o valor final - pronto a voar - para a versão da Força Aérea é cerca de 150 milhões de Dólares por unidade.
Contudo, já que os custos de produção estão a diminuir à medida que a linha de montagem dos aparelhos acelera, acredita-se que o preço por unidade possa descer, ainda para mais mantendo-se a carteira de encomendas e o interesse dos países que paryiciparam no desenvolvimento deste avião, factos que, para os responsáveis americanos prova que não é hora para parara mas sim para avançar.
___
NE: Para acompanhar a informação já editada ao longo dos últimos anos sobre o F-35, aqui no Pássaro de Ferro, digite "F-35" na janela de "search/busca", no canto superior direito da página principal.

Fonte: USAF
Tradução e adaptação: Pássaro de Ferro

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>