quarta-feira, 27 de abril de 2011

HOLANDA OU CHILE? (M496-15PM/2011)


A Base Aérea 5 em Monte Real, recebeu no passado dia 5 de Abril uma visita inesperada para os presentes: o F-16 da foto, cuja pintura logo despertou a curiosidade.

Era nem mais nem menos que um Fokker F-16AM, vendido pela Holanda ao Chile.
A aeronave ainda com a matrícula holandesa J-058 e o cocarde da Real Força Aérea Holandesa, era o avião de reserva de um lote de 6 em voo ferry para a entrega ao Chile, sendo essa a razão por que se deslocava sozinha, tendo parado em Monte Real para reabastecimento. Na deriva é no entanto já possível ver a faixa azul do leme e um círculo branco por cima da estrela que normalmente aí se encontra nos F-16 chilenos.

Este lote, pertencente à encomenda de 18 F-16 MLU que o Chile comprou em 2009, fez-se acompanhar por um Ilyushin Il-76 de apoio para o voo transcontinental, até à base de Antofagasta no Chile.

Este tipo de marcas ambíguas (com características de duas forças aéreas diferentes) acontece sempre que o piloto que faz a entrega não é da nacionalidade do destino, mantendo-se por isso as marcas de origem até à entrega final.
O mesmo já sucedeu com aeronaves portuguesas, por exemplo com a entrega dos primeiros F-16 em 1994, que sendo entregues por pilotos norte-americanos, chegaram a solo nacional com os símbolos da USAF.
São por isso ocasiões raras e de curta duração, que os spotters e entusiastas gostam de ver e guardar.


Primeiros 4 F-16 portugueses com marcas USAF - Foto: Arquivo FA

0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>