terça-feira, 9 de junho de 2009

HERCULES AFINAL NÃO ERA SÓ GREGO







Espinha dorsal do transporte táctico e logístico da FAP desde 1977, fica aqui registado em fotos, o merecido descanso do(s) guerreiro(s), enquanto aguardava(m) novas missões, novos trabalhos.
Desde que entrou ao serviço não deixou de admirar pelas suas capacidades, limitadas apenas pelas dimensões, porque força nunca lhe faltou.
De modo a poder melhor aproveitar a pujança proporcionada pelos 4 motores Allison T-56-A-15, três células da frota nacional foram aumentadas no comprimento da fuselagem, transformando-se na versão H-30, possibilitando ainda maior volume de carga.

À semelhança de Hercules, personagem mítica grega, que teve que ultrapassar 12 trabalhos aparentemente impossíveis, os Hercules lusitanos contam também já inúmeras peripécias de muitos e valorosos trabalhos, em vários cantos do globo.
O peso do nome? Não é nada comparado com as toneladas de carga já transportadas pelos Hercules da Cruz de Cristo nestes mais de 30 anos.

Não podia por isso, ter sido escolhido melhor nome, para uma aeronave que sempre fez por honrar os atributos associados ao herói mitológico de que herdou o nome.


0 Voaram em formação:

ARTIGOS MAIS VISUALIZADOS

CRÉDITOS

Os textos publicados no Pássaro de Ferro são da autoria e responsabilidade dos seus autores/colaboradores, salvo indicação em contrário.
Só poderão ser usados mediante autorização expressa dos autores e/ou dos administradores.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Laundry Detergent Coupons
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...>